voltar
Pesquise sobre nossas escolas, notícias, portais e páginas.
(apague o campo para eliminar a pesquisa.)

Governo de Sergipe promove formação para professores de Língua Portuguesa e Matemática das escolas de tempo integral

Por Lucas Silva
- 15/04/2019 12:53:00
202 acessos imprimir

 

Por intermédio do Núcleo Gestor de Educação em Tempo Integral, a Secretaria de Estado da Educação, do Esporte e da Cultura (NGETI/Seduc) iniciou nesta segunda-feira, 15, em Aracaju, mais um curso de formação continuada para professores das 41 escolas que aderiram ao Programa Estadual de Ensino Integral Escola Educa Mais.

 

O curso, que segue até a próxima quarta-feira, dia 17, é desenvolvido em parceria com o IQE (Instituto Qualidade no Ensino) e irá capacitar os professores de Língua Portuguesa e Matemática em Nivelamento das Expectativas de Aprendizagem, uma ação que visa promover as habilidades básicas não desenvolvidas no ano anterior, as quais são essenciais para que os estudantes acompanhem e dominem o currículo da série em curso.

 

Segundo a coordenadora pedagógica do NGETI, professora Sara Karenine, o primeiro dia desta formação, voltado aos gestores e coordenadores pedagógicos das escolas de tempo integral, é destinado ao ajuste do Plano de Ação da Seduc para as escolas do Programa Educa Mais e ao monitoramento da aplicação desse instrumental de gestão.

 

Por ser um curso prático, explica Sara, nesta formação em nivelamento os professores vão estudar e responder às sequências didáticas, um conjunto de atividades ligadas às habilidades e competências que o estudante necessita ter na série em que está cursando. “Vamos formar os professores para que eles trabalhem com seus alunos as habilidades e competências de Língua Portuguesa e Matemática, utilizando-se das sequências didáticas”, destaca.

 

De acordo com Fátima Nascimento, coordenadora do programa Qualiescola (IQE) e uma das ministrantes dessa formação continuada, o curso irá trabalhar com os professores a aplicação das SDs (Sequências Didáticas), que se constituem em um recurso pedagógico para o desenvolvimento de habilidades niveladoras, para que os estudantes tenham uma equiparação com os conteúdos estudados e o nível da turma em que esteja inserido.

 

“Vamos subsidiar os professores com a metodologia de ensino por sequências didáticas, cuja finalidade é fortalecer sua prática de sala de aula, de modo que possam desenvolver ações de compatibilização do nível de aprendizagem dos estudantes em consonância com a série/ano em que estão inseridos; e de prevenção, no tratamento de habilidades complexas que esses estudantes precisam dominar no ano em curso”, explicou Fátima.

 

Gestor do Centro Estadual de Educação Profissional Governador Seixas Dória, uma das 41 unidades escolares da Seduc que ofertam ensino médio em tempo integral, o professor Hernani de Carvalho afirma que a política de formação continuada do Programa Escola Educa Mais se reveste de importância ao trabalhar a coletividade da gestão escolar. “Isso cria um ciclo de relação entre professor e aluno e, por sua vez, envolve também as famílias dos estudantes, todos empenhados em acompanhar, juntamente com a gestão escolar, o processo de evolução do estudante. Temos a preocupação de monitorar o aprendizado dos nossos alunos, e essa formação se insere nesse contexto”, disse.

 

Participante do primeiro dia do curso, a professora Jeiza Ferraz, gestora do Colégio Estadual Dr. Alcides Pereira, afirmou ser fundamental a realização desse tipo de ação. “A formação continuada, além de necessária, é maravilhosa para os nossos professores. A escola ganha com isso e, mais ainda, ganham os estudantes, sobretudo nesse aspecto específico do nivelamento em Língua Portuguesa e Matemática, pois é um trabalho direcionado para retomar conhecimentos e habilidades que os alunos deveriam ter adquirido na série anterior à que está cursando”, ressaltou a gestora.

 

Ensino integral

 

Em 2018, o Governo de Sergipe expandiu para 41 unidades escolares o Programa Estadual de Ensino Integral, o qual implementa desde 2017. A ampliação da abrangência do Escola Educa Mais, presente em todas as regiões sergipanas, visa atender a dispositivos previstos no Plano Nacional de Educação (Lei nº 13.005, de 25 de junho 2014) e no Plano Estadual de Educação (Lei Estadual nº 8.025/2015), os quais estabelecem que a Educação de Tempo Integral deve ser ofertada em, no mínimo, 50% das escolas públicas até 2024.

 

Criado em 2016 pelo governo federal, o Programa de Fomento à implementação de Escolas de Ensino Médio em Tempo Integral tem financiado as escolas que aderiram a esta iniciativa, como os 41 colégios estaduais participantes do programa, que estão sendo beneficiados com recursos para serem investidos em melhoria de suas infraestruturas.