voltar

Pesquise sobre nossas escolas, notícias, portais e páginas.
(apague o campo para eliminar a pesquisa.)

Rede pública estadual disponibiliza 208 mil vagas em 320 escolas

Por Silvio Oliveira
- 19/01/2023 16:27:00
6398 acessos imprimir

Anúncio das fases da matrícula 2023 foi feito em coletiva no Centro de Excelência Leandro Maciel 

 

“A matrícula das 320 escolas da Rede Estadual de Ensino inicia na próxima segunda-feira, 23, de forma online, democrática, inclusiva e acessível.” Foi com essas palavras que o governador Fábio Mitidieri, acompanhando do vice-governador e secretário de Estado da Educação e da Cultura, Zezinho Sobral, divulgou o calendário de matrícula para o ano letivo 2023, em coletiva de imprensa realizada nesta quinta-feira, 19, no Centro de Excelência Leandro Maciel, em Aracaju.

 

A matrícula da Rede Estadual será feita de forma online através do Portal da Matrícula (matriculaonline.seduc.se.gov.br) e compreende três momentos: primeira fase, renovação automática dos alunos matriculados da Rede Estadual que será de 23 a 27 de janeiro; segunda fase, transferência interna entre escolas no período de 30 de janeiro a 3 de fevereiro; terceira fase, de 6 a 10 de fevereiro, para alunos que querem ingressar na Rede. 

 

São 208.181 vagas distribuídas em todos os níveis, etapas, anos/séries e modalidades, nas 320 escolas da Rede Estadual, nos 75 municípios sergipanos. O Portal da Matrícula continuará aberto enquanto houver vagas disponíveis. 

 

"A educação é a maior de todas as missões. Por isso, a educação dos nossos jovens, do nosso povo é compromisso nosso, pois a sociedade se desenvolve quando promovemos uma educação de qualidade. Estive recentemente no Congresso e o vice-presidente Geraldo Alckmin disse uma frase que eu guardei. Ele dizia: ‘O futuro começa agora. E ele se chama juventude’. E que seja assim no nosso governo. Conte comigo”, afirmou.

 

O secretário Zezinho Sobral explicou a importância para que as famílias, estudantes e toda comunidade escolar fiquem atentos às fases da matrícula, mostrou que o acesso online é feito de forma democrática, destacou que a tecnologia é uma grande aliada no processo e reforçou que as escolas estão preparadas para iniciar o ano letivo.  “A escola pública de Sergipe tem qualidade e está preparada. Toda Rede Estadual tem qualidade nas salas de aula, na recepção, nos equipamentos para a nossa juventude, professores preparados e qualificados, cursos técnicos, orientação pedagógica, calendário e estrutura bem montada para receber a todos. É um grande orgulho”, avaliou. 

 

Tatiane Alves Freire, mãe do aluno do 2º ano do Ensino Médio, Rodrigo Freire Moura, e representante na coletiva de todas as mães, contou que matriculou o filho no início de 2022 com receio por ele nunca ter estudado em uma escola em tempo integral. “Encontrei acolhimento, inclusão, pessoas preparadas e um diferencial: a equipe diretiva. Quem quiser trazer seus filhos para a Rede Estadual traga, o pedagógico é supera todas as expectativas”, disse. 

 

Acesso à matricula

 

Jonielly Cruz, diretora da Coordenadoria de Estudos e Avaliações Educacionais da Seduc, explica que, caso o usuário tenha dificuldade para acessar o Portal da Matrícula e não tiver meios tecnológicos, as escolas da Rede Pública Estadual disponibilizarão à comunidade os seus laboratórios de informática, servidores e outros equipamentos, em seus horários de funcionamento. 

 

“A Seduc também colocará à disposição o telefone 0800 285 5321 e o atendimento online disponível no portal da matrícula, para tirar as dúvidas em tempo real, no horário das 8h às 22h, de segunda a sexta-feira. Todas as fases são importantes e estamos à disposição para tirar todas as dúvidas”, reforçou.

 

Documentação

 

A efetivação da matrícula dos egressos e candidatos à Rede se dará com a entrega da documentação na instituição de ensino, o que deverá acontecer até o primeiro dia de aula, programado para ocorrer no dia 23 de fevereiro.

 

A documentação exigida é: comprovante de matrícula online, original ou fotocópia de certidão de nascimento, documento de identidade, CPF, número de Inscrição Social (NIS), quando houver; guia de transferência ou declaração, comprovante de residência, quando houver; termo de responsabilidade; termo de autorização de uso de imagem (será disponibilizado pela escola no ato da efetivação da matrícula); relatório médico e avaliação biopsicossocial para estudantes da Educação Especial, quando possível; termo de autorização do uso de dados cadastrais (será disponibilizado pela escola no ato da efetivação da matrícula); cartão de vacinação para crianças de até seis anos de idade e duas fotografias 3x4.

 

Jonielly Cruz orienta que no, ato da matrícula, os alunos devem colocar o CPF. “A orientação para as escolas é que façam a coleta do CPF, principalmente dos alunos do Ensino Médio e da Educação de Jovens e Adultos para Ensino Médio (EJAEM). Isso é muito importante para os alunos na participação do ENEM, em chamadas públicas e no cruzamento de dados”, disse. 

 

Visita à escola 

 

Ao chegarem no Centro de Excelência Leandro Maciel, o chefe do Executivo de Sergipe, Fábio Mitidieri, e o secretário, Zezinho Sobral, foram recebidos pelos Jovens Protagonistas do Ensino Médio em Tempo Integral e, junto a diretora Carla Surama, coordenadores e secretários da escola, além de técnicos da Seduc, visitaram as salas de aulas, o refeitório, os laboratórios, as salas de estudos da Natureza e biblioteca.

 

Ao todo o Centro de Excelência Leandro Maciel possui 466 alunos matriculados é uma das primeiras escolas de Sergipe a disponibilizar o 9º ano do Ensino Fundamental em Tempo Integral. “Essa escola é do ensino em tempo integral, das 72 que já existem e que outras virão na sequência. Estrutura muito linda e o sentimento de pertencimento dos alunos nos encanta”, destacou Zezinho Sobral.

 

Participaram também da coletiva o superintendente da Educação, Edson Costa; o secretário executivo da pasta, Marcel Rezende; a diretora de Educação de Aracaju, Gilvânia Guimarães, a aluna Luma Kamilly de Carvalho, no ato representando todos os alunos da rede estadual, além de diretores e técnicos da Seduc.