Professor apresenta livro durante III Semana Literária do Encontro Gloriense de Escritores

Por Lívia Lessa
Fonte: ASCOM / SEED

Por Lívia Lessa

 

Acadêmicos, estudantes, pesquisadores, educadores e intelectuais do Alto Sertão Sergipano se reuniram nesta quinta-feira, 19, na quadra do Colégio Estadual Manoel Messias, localizado em Nossa Senhora da Glória, unidade escolar circunscrita à Diretoria Regional de Educação 9 (DRE 9) para o lançamento do livro "O professor de Língua Portuguesa e as Imagens de si: uma abordagem discursiva" do docente do Colégio Estadual 28 de Janeiro, Carlos Alexandre Nascimento Aragão.  O encontro fez parte da programação da III Semana Literária do Encontro Gloriense de Escritores.

 

Na oportunidade, o superintendente executivo da Secretaria de Estado da Educação (Seed), Everton Siqueira, representando o secretário Jorge Carvalho, fez a abertura do encontro e destacou a importância do envolvimento e comprometimento dos professores na promoção dos avanços do cenário educacional sergipano.

 

"O professor Carlos Alexandre é um exemplo, é um profissional abnegado e dedicado. Fico imensamente feliz ao saber do trabalho realizado com maestria junto com os alunos do Colégio Estadual 28 de Janeiro. Sergipe só tem a ganhar com a atuação dos professores com este perfil, a gente só faz educação com amor e compromisso", ressaltou Everton Siqueira.  "Quando era diretor da Coordenadoria de Informática (Codin) o convidei para ser o meu assessor e ele me disse que não poderia se distanciar dos alunos do sertão", relembrou ao destacar a admiração pelo escritor.

 

O professor de Língua Portuguesa e as Imagens de si

 

Emocionado por causa da materialização de um sonho, o escritor explicou que o livro é fruto da pesquisa de mestrado no curso de Letras na Universidade Federal de Sergipe (UFS), com a orientação da doutora Maria Emília de Rodat de Aguiar Barreto Barros.

 

"Realizei uma investigação para compreender como o professor de língua portuguesa se enxerga. Para percorrer esta busca utilizei os conceitos teóricos de Michel Foucault, Michel Pêcheux e do filósofo da linguagem Mikael Bakhitin.  O estudo foi realizado no município de Monte Alegre, cidade que me acolheu de braços abertos deste 2004", declarou, ao completar que a língua portuguesa não pode ser encarada como algo estático. "Ela é viva, flexível e dinâmica. Então, devemos respeitar todos os falares e as circunstâncias que a língua se concretiza", destacou.

 

A publicação

 

O livro possui uma linguagem clara, direta e de fácil compreensão. De maneira didática o autor apresenta a pesquisa se apropriando de uma fundamentação teórica bem embasada para legitimar os passos da pesquisa.

 

A obra é dívida em três capítulos: no primeiro faz uma abordagem da relação de poder por meio da perspectiva  foucaultiana; na segunda parte,  Carlos Alexandre examina as teorias da enunciação, encarando-a como central no processo comunicacional; já no último capítulo, o autor tem a possibilidade de conhecer os fundamentos metodológicos, estabelecendo a relação entre o arcabouço teórico discutido e a análise  dos discursos perpassados pelas entrevistas narrativas realizadas com os professores de Monte Alegre.

 

"O estudo começou no mestrado, mas posteriormente fui ao chão da escola trabalhar a pesquisa. Analisando com os meus alunos a visão dos pais, estudantes e equipe gestora",  declarou o autor ao falar do envolvimento dos jovens neste universo científico.

 

Produção científica na Rede Pública Estadual

 

A diretora da DRE 9, Meire Ferreira, enfatizou que a região do Alto Sertão é um celeiro de produção cultural, científica e intelectual no estado de Sergipe.  " Quando a Seed, com a gestão do professor Jorge Carvalho, redesenha a forma de gerir a educação possibilita que os espaços escolares sejam flexíveis e abertos para a comunidade estudantil. Existem significativas mudanças no pensamento pedagógico, nas metodologias e ações que priorizam o protagonismo juvenil e reflete na melhoria da qualidade de ensino", comentou ao destacar que são os professores que acreditam na educação que fazem a diferença.

 

Ainda conforme a diretora, o apoio e suporte da Seed são de extrema importância. "A Secretaria fomenta as iniciativas que possibilitam avanços. Estou muito honrada de fazer parte deste momento histórico da educação de Sergipe. O governador Jackson Barreto, o secretário e o superintendente não medem esforços para oferecer aos nossos alunos um ensino de qualidade", confessou.

 

Reconhecimento dos alunos

 

Além das homenagens os estudantes não disfarçaram o orgulho e admiração com trabalho realizado pelo docente. "É gratificante saber que temos um professor tão bem preparado e que nos motiva e incentiva encarar os desafios. Carlos Alexandre transmite o conteúdo de uma maneira que compreendemos como facilidade", destacou a jovem Marília Oliveira, aluna do 1° ano.

 

Bianca Beatriz da Mota Souza, do 1° ano, enxerga o professor como um modelo. "A história de vida e trajetória de Carlos Alexandre é a prova que é possível vencer na vida por meio da dedicação nos estudos e comprometimento. Levamos a história dele como um exemplo", declarou.

 

III Semana Literária do Encontro Gloriense de Escritores

 

Além dos alunos do Colégio Estadual Cícero Bezerra, o evento contou com a participação e envolvimento dos estudantes do e Colégio Estadual Manoel Messias e do Colégio Estadual 28 de Janeiro.  Para o professor, membro da AGL e um dos organizadores do evento,  Jorge Henrique Vieira Santos, a realização de uma atividade como esta no espaço escolar é de suma importância. "Ações e atividades como o lançamento do livro promove uma maior aproximação entre o ´público leitor com as Academia. Dessa maneira, desperta o interesse e hábito de leitura", disse.

 

No período de 16 a 27 de outubro acontece a III Semana Literária do Encontro Gloriense de Escritores. O evento é promovido pela Academia Glorense de Letras (AGL),  Academia Literária do Amplo Sertão Sergipano (ALAS) e conta com o apoio da DRE 9. O evento movimenta a capital do Sertão com atividades culturais que acontecem em diversos espaços da cidade, sobretudo nas escolas.

 

"Além da produção do professor Carlos Alexandre, durante a Semana Literária terá o lançamento do livro de contos intitulado Contando História Medos Espantos e Maravilhas . Eu e outro docente somos os organizadores da publicação que possui textos de quatro alunos da rede pública estadual", explicou Jorge Henrique Vieira Santos.

Presenças

Marcaram presença no lançamento do livro e também fizeram a composição da mesa a professora da Universidade Tiradentes, Maria Lúcia Marques; Lucas Lamonier, membro da AGL, e o diretor do Colégio Manoel Messias, Pedro Jonantan Santos Santana.

 

/* Style Definitions */ table.MsoNormalTable {mso-style-name:"Tabela normal"; mso-tstyle-rowband-size:0; mso-tstyle-colband-size:0; mso-style-noshow:yes; mso-style-priority:99; mso-style-parent:""; mso-padding-alt:0cm 5.4pt 0cm 5.4pt; mso-para-margin-top:0cm; mso-para-margin-right:0cm; mso-para-margin-bottom:8.0pt; mso-para-margin-left:0cm; line-height:107%; mso-pagination:widow-orphan; font-size:11.0pt; font-family:"Calibri",sans-serif; mso-ascii-font-family:Calibri; mso-ascii-theme-font:minor-latin; mso-hansi-font-family:Calibri; mso-hansi-theme-font:minor-latin; mso-fareast-language:EN-US;}

/* Style Definitions */ table.MsoNormalTable {mso-style-name:"Tabela normal"; mso-tstyle-rowband-size:0; mso-tstyle-colband-size:0; mso-style-noshow:yes; mso-style-priority:99; mso-style-parent:""; mso-padding-alt:0cm 5.4pt 0cm 5.4pt; mso-para-margin-top:0cm; mso-para-margin-right:0cm; mso-para-margin-bottom:8.0pt; mso-para-margin-left:0cm; line-height:107%; mso-pagination:widow-orphan; font-size:11.0pt; font-family:"Calibri",sans-serif; mso-ascii-font-family:Calibri; mso-ascii-theme-font:minor-latin; mso-hansi-font-family:Calibri; mso-hansi-theme-font:minor-latin; mso-fareast-language:EN-US;}

 

Notícias Anteriores